Se Você Precisa De Algo Mais Visual

Uma imagem ISO é um arquivo de computador que armazena uma cópia ou imagem exata de um sistema de arquivos. Rege-Se pelo modelo ISO 9660, que lhe fornece o nome. Alguns dos usos mais comuns acrescentam a distribuição de sistemas operacionais, tendo como exemplo: GNU/Linux, FISCH, BSD e o Live CD. Programas específicos de software livre para administrar e montar ficheiros ISO são: K3b, o InfraRecorder.

Entre outros programas (em tal grau comerciais como livres), demonstram-se: o CDBurnerXP, Easy CD Creator, PowerISO, ImgBurn, Nero Burning ROM, o Roxio Creator, ISO Maker, UltraISO, o Daemon Tools (que tem versão grátis e pagamento). Como é característico em imagens de disco, os arquivos de fatos que estão contidos numa imagem ISO, bem como contém todos os metadados do sistema de arquivos, incluindo o código de inicialização, estruturas e atributos.

Toda esta fato está contida em um único arquivo. Estas propriedades o tornam uma possibilidade mais atraente em relação a outros meios, para a distribuição de software que requer esta informação adicional, já que é acessível de obter por intermédio da Internet. A maioria dos programas de gravação de CD/DVD conseguem discernir e usar as imagens de CD, proporcionando a cópia de detalhes de multimédia existentes ou construindo novas unidades a partir de ficheiros existentes de arquivos de software livre ou de outros. Por já são raras as imagens ISO de BD (Blu-ray Disc), e somente alguns poucos programas toleram imagens ISO de BD. ISO em ferramenta vantajoso como um modelo de armazenamento universal. Há muitos modelos de imagens ISO diferentes.

Uma imagem de disco óptico, por exemplo, é um tipo de Imagem ISO de um disco óptico, tais como: CD, DVD, UMD, BD, etc. Uma imagem de disco que contém toda o detalhe de um disco óptico e que compreende em tal grau o detalhe real que nós temos que, como os detalhes sobre a suporte que esta fato ainda permanece no mecanismo.

A extensão .ISO (como archivo.iso): é um único arquivo de todos as informações. É o mais comum e o modelo. As extensões .CUE e .BIN (como um arquivo.bin e o arquivo.cue): fabricado pela empresa CDRWIN, codifica entre 2.048 ou 2.324 bytes por setor. O arquivo .BIN guarda todos os dados, no tempo em que que o .CUE descreve as informações armazenados. Este último também é conhecido como cue sheet.

NRG: é o formato do programa Nero Burning Rom. CIF: é o formato do programa Adaptec Easy CD Creator. BWI: é o modelo do programa BlindWrite. CSO: é o modelo do programa Daxter Creator. Também denominado como Imagem CISOS ou Compressed ISO.

  • Aperto de instalar
  • Integração com as mídias sociais, Vimeo e Flickr
  • Se submete a testes completos
  • Gravador de som
  • Code Co-op: sistema de controle de versões P2P (pode sincronizar através de e-mail)
  • A jeito de redefinir e atualizar o hardware e o software, sem a necessidade de reiniciar

UIF: é o modelo do programa MagicISO. É o acrónimo de Universal Image File. ISZ: é o modelo do programa UltraISO (ISo Zipped). DAA: é o formato do programa PowerISO. P2I: é o modelo do programa Power2Go. IMG: é o modelo do programa ImgBurn. Isto isto é que, pra poder instalar o jogo ou programa tinha que gravar estas imagens em um disco óptico, normalmente, CD ou DVD, com o programa adequado pra cada tipo de imagem. As extensões de imagens mais habitualmente utilizadas são as seguintes: .BIN .E ISO .CCD.

Estas últimas são do programa CloneCD. As duas primeiras conseguem gravar com o Nero Burning Rom. Em consequência a que se conseguem pegar cópias fiéis de CD/DVD de software, tendo como exemplo, as cópias ilegais de sistemas operacionais. No seu exercício na realização de backups é a maneira mais rápida e comum pra efectuar a cópia de videos, álbuns musicais, e todo tipo de instrumento digital que requeira licença.