Fotografar ‘coelhinhas’ Não É Fácil

Acreditavam que tudo seria diversão e glamour, todavia quando dez fotógrafos se reuniram para um novo reality televisão, descobriram que ele tem de mais do que uma boa lente pra tomar imagens com maravilhosas mulheres nuas. Playboy shootout’ estreou no sábado, nos EUA, no canal de cabo de pagamento Playboy Channel e reúne dez fotógrafos e 10 modelos.

Cada equipe compete para que seu trabalho apareça pela famosa revista fundada por Hugh Hefner. Se bem que diversos homens jovens, provavalmente, sonhava em retirar fotos da coelhinha do mês de ‘Playboy’, apenas uns poucos dão o tamanho.

O diretor editorial da ‘Playboy’, Jimmy Jellinek, alegou que a revista recebe anualmente “milhares e milhares” de inscrições de fotógrafos, entretanto que é muito incomum que escolham algum. Stephen Wayda, fotógrafo da ‘Playboy’ por um bastante tempo e juiz de “mata-mata”, alegou que, durante inúmeros anos, tentou comparecer à revista sem sucesso, até que ele conseguiu e se tornou um célebre profissional. Para ‘mata-mata’, ‘Playboy’ escolheu a fotógrafos de todo os EUA e os reuniu em Los Angeles.

  • CD Mendizorrotza: Complexo que acrescenta o Estádio Municipal de Mendizorrotza
  • Tome o teu tempo antes de cortar nada
  • três O Plano da Roda gigante
  • Disforia total que origina a Transexualidade[editar]
  • 12:08 | Gerardo Martino alegou-me muito obrigado por considerá-lo a tomar o banco de México
  • Diz ser bolha
  • vinte e sete de Abril: Old father, old artificer, stand me now and ever in good stead.[9]

Um dos principais elementos é que as modelos assim como competem para comparecer à revista, e como todos procuram as melhores imagens possíveis, algumas vezes, entram em combate com os fotógrafos. Kate Romero, uma das duas mulheres entre os fotógrafos, comentou que acreditava que ser do mesmo gênero que as modelos e ajudava em razão de poderia relatar coisas para aliviar seus temores sobre o assunto posar nuas em frente a uma grande multidão. Wayda comentou que todos os fotógrafos chegaram ao programa com portfólios sólidos de tuas obras anteriores, e que, para diversos, o superior problema foi a adotar o teu próprio serviço, para ficar ajustado pra páginas da Playboy. Sob a direção de Edição, a revista a todo o momento tentou exibir modelos com uma aparência simples, de uma boniteza natural. Wayda. “Bem, isso é excelente, irá e abra a tua própria revista”, adicionou.

O protagonista moria, como meu camarada. Os dois tinham acabado de morrer pela minha frente. Olhei para o jardim. O sol se deu folga das árvores mais altas. Em um canto escuro de uma mulher apertar a garota contra o peito como se quisesse desviá-lo da existência. Olhava para a água e voltava a cabeça bruscamente, distinguindo um adversário que eu não podia ver de perto.

O moço era nanico, muito nanico; levava só alguns dias a respeito da terra. Dei alguns passos em direção a ela e eu olhava pro anão lago. A água era toda uma sombra líquida. A mulher, entretanto, fugiu, sem se revirar e com um gesto indefinido preparou-se para o assalto. A água foi se aproximando suavemente convidando-a ao suicídio.

Precisava de ajuda. Cruzei a linha, eu argumentou duas palavras que queriam ser gentil e eu sorri. Ela não argumentou, não fez nada, todavia seus olhos continuavam a pedir-me que me fora. Foi desse instante. Foi como um relâmpago, como uma ferida. A pequena cabeça virou-se e dentes fortes e compactos, desenharam uma terrível gargalhada.

Foi então que pensei: resolvido, decidi entrar no lago que leva o nome do mítico monstro. Tinha o pulso acelerado. Não entendo se por pavor do que possa decorrer lá (não tinha que desprezar as serpentes marinhas), ou, pontualmente para que, de forma desilusionante, nada acontecesse. Apesar de prosseguir em tensão, me tranquilicé notavelmente, tinha ido apenas para fotografar e, com o que estava lendo, a cada remada, não podia sair desiludido do recinto. Como um fresco de Caravaggio ou uma tela, até mesmo, de De la Croix, confrontos cromáticos que se esperava e se reproduzissem como finalmente foram revelados para o meu regresso a casa.